O Gabinete Militar do Governador/Defesa Civil de Minas Gerais acompanhou o vice-governador, Paulo Brant, nesta sexta-feira (9/10), em visita ao Parque Nacional da Serra do Cipó para acompanhar os danos provocados pelas queimadas que atingiram a região nos últimos dias. Na oportunidade, ele reforçou a importância do trabalho dos bombeiros e demais envolvidos na operação de combate ao incêndio.

serra do cipo vg"Pelas estatísticas do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e do Instituto Estadual de Florestas (IEF), dos incêndios florestais que vivenciamos, 99% são provocados por causas humanas intencionais ou não intencionais. Por isso, vale ressaltar o papel fundamental da sociedade de prevenir essas ocorrências", pontua Brant.

Por mais que o Estado se faça presente, completa o vice-governador, "este é um problema de todos os cidadãos e é muito importante que um evento como esse sirva de alerta para evitar que aconteça novamente", afirma.

Atuação integrada

Acompanharam Paulo Brant o Comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Edgard Estevo, o diretor-geral do IEF, Antônio Malard, o superintendente de Gestão de Desastres da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), Major Carlos Eduardo Lopes, além de representantes de outros órgãos que atuaram de forma integrada na missão.

“Por dever de justiça, minha mensagem é de gratidão e de reconhecimento a cada bombeiro militar, policial militar, brigadista e voluntário, destacando sua coragem de atuar em um ambiente de risco, a sua determinação de proteger a biodiversidade e debelar o incêndio rapidamente”, enfatiza o comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Edgard Estevo.

A força-tarefa de Minas para enfrentamento aos incêndios é coordenada pelo IEF, com união de esforços do CBMMG, Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG)Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), Defesa Civil Estadual, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).